Café e açúcar recuam na ICE com fraqueza de mercados de commodities

Os contratos futuros de café e açúcar na ICE fecharam em queda nesta quarta-feira, pressionados pelas perdas gerais nos mercados de commodities ligadas à intensificação do conflito comercial entre os Estados Unidos e a China.
O contrato setembro do café arábica recuou 2,75 centavos de dólar, ou 2,4 por cento, para 1,1205 dólar por libra-peso, mas permaneceu bem acima da mínima de 4 anos e meio da semana passada, de 1,0690 dólar por libra-peso.
“(O café arábica) teve uma boa recuperação da mínima da semana passada. Mas está nas mãos dos fundos e o que eles querem fazer. E com as guerras comerciais acontecendo, os mercados de commodities estão em queda, no geral”, disse um operador europeu.
O café robusta para setembro encerrou em baixa de 33 dólares, ou 1,9 por cento, a 1.672 dólares por tonelada. Operadores disseram que o mercado de robusta foi pressionado por hedge de produtores do Vietnã, maior produtor do mundo, no início da sessão, o que foi combinado com um pequeno interesse de compras.
O contrato outubro do açúcar bruto perdeu 0,12 centavo de dólar, ou 1,1 por cento, terminando a 11,29 centavos de dólar por libra-peso.
As perdas foram brevemente limitadas por um relatório divulgado pela Unica, grupo industrial brasileiro, antes do mercado retomar a queda e estabelecer uma nova mínima do dia. Usinas na região centro-sul do Brasil processaram 45,306 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na segunda metade de junho, disse a Unica nesta quarta-feira. O açúcar branco para outubro caiu 80 centavos de dólar, ou 0,2 por cento, a 331,30 dólares por tonelada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


+ 7 = 13

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>